Instancias reservadas Microsoft Azure

Last Updated: 26/05/2019By

Para contextualizar, Instância Reservada (no Azure) não é um assunto novo, pelo menos não para aqueles que se dedicam ao assunto Cloud Computing há algum tempo.

O conceito de Instância Reservada já é bastante utilizado em outros países, até aqui no Brasil já teve espaço, embora tenha ficado de lado por algum tempo.

A novidade é que a Microsoft – talvez por conta da crise que atravessamos – decidiu dar maior ênfase ao assunto e tudo indica que agora as Instâncias Reservadas vieram para ficar e por isso já conseguimos fazer Reservas de Instâncias dentro do Azure aqui no Brasil

Não é a idéia deste artigo o aprofundamento deste assunto (parto do princípio de que você já sabe o que é Instância Reservada e uma Instância Comum), mas apenas tratar das regras existentes principalmente para aqueles que trabalham sob demanda, ou seja: com Licenciamento CSP (Cloud Solution Provider), usado pela grande maioria de parceiros com processos rápidos de venda.

Para quem está começando a pensar em migrar para o universo Cloud e quer fazer isso de uma forma conservadora, Instância Reservada é altamente recomendável, pois permite previsibilidade.

Ou seja: sabe-se exatamente quanto que se pagará ao final de cada período, não deixando o pessoal do financeiro de cabelo em pé.
Acredite, o pessoal do financeiro muito provavelmente irá gostar da Instância Reservada quando comparada ao modelo de contratação sob consumo Pay As You Go, principalmente quando descobrirem que o modelo Pay As You Go pode estourar com o fluxo de caixa e num cenário mais drástico “quebrar” uma empresa.

Mas a Instância Reservada seria apenas para quem está começando em Cloud?

Não. Quem já conhece e utiliza o modelo Pay As You Go, assim como CSP ou EA também pode ter vantagens financeiras.

Direto ao ponto: seja quem for portanto, ou Novatos ou Veteranos em Cloud, dependendo da estratégia é possível economizar até 82% quando comparada a uma Instância Comum. Isso mesmo: oitenta e dois por cento!

Não quer mais ter ambiente de hardware dentro da empresa? E quer estar na em cloud pagando um preço previsível? Então saiba que é possível, pois você pode escolher fazer um contrato de 1 ano ou 3 anos.

Dentro deste contexto é possível optar por Instância Reservada já com o sistema operacional, inclusive Linux, e pagar tudo junto, ou também optar em utilizar o valor do contrato de Software Assurance no modelo Cloud (para aqueles que já tem esse modelo com a MS), fazendo assim um mix de uso dos softwares que já se tem dentro da empresa e levando isso para a nuvem em uma Instância Reservada (isso faz cair bastante o preço)

Na imagem acima é possível um comparativo: Pay as you go, Instância Reservada e um mix perfeito de 82% de desconto

Se preferir escute o áudio (isso mesmo um áudio palestra) https://soundcloud.com/temporealeventos/instancias-reservadas-no-azure-audio-palestra-com-fabio-silva

E prepare-se, também será apresentado o outro lado desta mesma moeda e como usar a calculadora e precificar. Planejamento significa mais de 70% do sucesso !

Já ia me esquecendo, dia 4 de junho farei uma nova apresentação sobre Instâncias Reservadas, mas agora com o AWS

Mais informações e Inscrições: http://bit.ly/webcast-AWS-instancias-reservadas

Forte Abraço.

Novidades via inbox

Fique por dentro no meu Boletim digital toda semana um conteúdo novo

Leave A Comment